This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more

As 10 Estrelas Mais Brilhantes do Céu Noturno

x

As 10 Estrelas Mais Brilhantes do Céu Noturno

Olá, bem vindos a mais um vídeo da série 10 Mais, e hoje vocês vão poder conferir o top 10 das estrelas que mais brilham no céu noturno, e ainda descobrir algumas curiosidades sobre elas. Não esqueça de dar sua sugestão sobre outro top 10.

Texto:

Lembre-se sempre, se você for dar um deslike deixe nos comentários o motivo dele, pois assim posso corrigir isso, e não briguem por religião nos comentários, cada um tem a sua, e cada um faz sua escolha.

Um abraço, e até mais.

5 FATOS INCRÍVEIS SOBRE A ESTRELA SIRIUS

A estrela Sirius é visível no céu nesta época de verão. A estrela é a mais brilhante do céu noturno e consegue se destacar com seu brilho azulado e luminosidade impressionante.

Narração: Alexsandro Mota

Inscreva-se em nosso canal e ative as notificações para receber novos vídeos. Obrigado por assistir e até a próxima!
x

As 10 estrelas mais brilhantes do ceu noturno

Se gostou deixe o seu like e inscreva-se no canal

As estrelas mais escura se tornaram as estrelas mais brilhantes

x

ESTRELA SIRIUS CINTILANTE COM AS TRÊS MARIAS

A estrela Sírius é a mais brilhante no céu noturno. Localiza-se na constelação Canis Major. Cintila mais nas condições meteorológicas instáveis do início do verão. Para localizá-la, o primeiro passo é visualizar a constelação Ório, que possui três estrelas popularmente conhecidas como as Três Marias. Depois de localizar as Três Marias, trace uma linha e encontrará Sírius. E tem sido assim desde o início.

✅ ANTARES Gigante Vermelha

A estrela super gigante vermelha, Antares, brilha 10 mil vezes mais do que nosso Sol, a uma distância de 550 anos-luz daqui, na Constelação do Escorpião. Ela é a 16° estrela mais brilhante no céu noturno e no Hemisfério Sul ela fica mais visível no meio do ano, em especial no final de Maio, quando está em oposição com o Sol.
x

POR QUE AS ESTRELAS PISCAM NO CÉU NOTURNO?

Para um observador na Terra, as estrelas muitas vezes podem parecer que estão cintilando, piscando ou até mesmo mudando de cor. Mas será que isso acontece mesmo?

Inscreva-se em nosso canal e ative as notificações para receber novos vídeos. Obrigado por assistir e até a próxima!

Estrela Bizarra Encontrada Saindo Do Centro Da Galáxia É A Mais Rápida Do Gênero Já Vista

A menos que você seja um astrônomo, provavelmente não pensa na velocidade dos movimentos das estrelas. Você provavelmente nem sabe que elas se movimentam. Se for esse o caso, você ficará surpreso ao saber que uma estrela chamada S5-HVS1 está percorrendo nossa galáxia a mais de 16 mil quilômetros por segundo.

Como em muitas das melhores descobertas, os astrônomos encontraram essa estrela marota completamente por acidente. Um deles estava examinando alguns dos dados da pesquisa quando se deparou com algumas leituras incomuns. Ele estava procurando estrelas com órbitas extraordinariamente rápidas, mas ficou surpreso ao encontrar uma que foge da galáxia em velocidades recordes...

7 Previsões para o Futuro da Terra nos Próximos 200 Anos, por Stephen Hawking


A NASA Descobriu Um Novo Planeta Cheio De Maravilhas!


O Tamanho Real do Universo (Até Mesmo Uma Criança Entenderá)


MINUTAGENS:

O que há de tão especial nessa estrela? 1:31

Estrelas com hipervelocidade 2:12

Por que está sendo expulsa da galáxia? 3:25

O que é o problema dos três corpos 3:50

O buraco negro supermassivo no centro da nossa galáxia 6:26

Duas teorias sobre essa estrela 7:33



#espaço #estrelas #incrível



RESUMO:

- É difícil de dizer só de olhar para elas, mas as estrelas estão em constante movimento, orbitando o centro da galáxia, assim como a Terra orbita o sol.

- a S5-HVS1 (bem, vamos chamá-la de Frenética) não é uma estrela comum, e seu movimento não é de todo normal. Essa estrela recentemente descoberta está correndo em direção à borda externa de nossa galáxia, tendo sido ejetada de sua órbita a uma velocidade nunca antes vista na história registrada.

- Os astrônomos classificam essa bola quente de plasma como uma estrela de classe A da sequência principal e estimam que ela seja mais do que duas vezes o tamanho do Sol.

- Quando uma estrela se torna supernova, ela nem sempre explode uniformemente. Essas detonações desequilibradas não apenas expulsam algumas dezenas de sóis feitos de gás e plasma, mas também arremessam o que resta da estrela pelo cosmos a quase metade da velocidade da luz.

- Mas a Frenética não é uma estrela de nêutrons. Então, por que ela está sendo expulsa da galáxia como um pneu sobressalente preso incorretamente à traseira de um caminhão?

- As coisas podem ficar bem selvagens quando buracos negros são adicionados à mistura. Nessa analogia, eles seriam os amigos barulhentos que estão sempre por perto, deixando a louça na pia e bebendo a última Coca-Cola sem pedir.

- Quando esses sistemas binários se aproximam muito de um buraco negro, sua massa interrompe o delicado equilíbrio de gravidade e da força cinética que mantêm o sistema estável.

- Se você já girou seu chaveiro com o dedo alguma vez apenas para que ele voasse longe do alcance, viu, na prática, uma versão do que acabei de narrar aqui.

- O que diferencia a Frenética das outras ejeções dos buracos negros é a massa relativamente baixa da estrela.

- Para gerar tanta energia com uma estrela tão pequena, o buraco negro que interrompeu a órbita da Frenética precisaria ser extremamente massivo.

- Antes de ser jogada pelo universo, a Frenética teria sido pareada com uma segunda estrela muito menor.

- Ambas as estrelas estrelas se originaram no disco de acreção do buraco negro supermassivo.

- Os astrônomos podem ainda não ter uma resposta perfeita, mas a Frenética ainda está sob observação e muitas dúvidas foram sanadas.

- Por enquanto, os astrônomos estão ansiosos para encontrar mais estrelas hipervelozes, na esperança de entender melhor o que está acontecendo no Centro Galáctico, e como a massa é distribuída pela vasta coleção de estrelas que chamamos de Via Láctea.



Inscreva-se em Incrível:

----------------------------------------------------------------------------------------

Nossas Redes Sociais:
Instagram
Facebook:
IDEIAS INCRÍVEIS

----------------------------------------------------------------------------------------

Para mais vídeos e artigos, acesse:

Música por Epidemic Sound

Materiais de bancos de imagens (fotografias, vídeos e outros)


SAIBA PORQUE VÊNUS BRILHA TANTO NO CÉU

Mesmo sendo o segundo planeta mais próximo da estrela, Vênus consegue vencer Mercúrio com suas altas temperaturas. E por incrível que pareça, o mesmo motivo pelo qual ele é tão quente, é também o motivo de ele brilhar tanto no começo das noites.

Inscreva-se em nosso canal.

Terra Plana - Estrelas através de telescópio

As poucas imagens feitas por telescópios das estrelas não apresentam desempenho muito superior ao das câmeras como a Nikon P900.
x

COLISÃO DE ESTRELAS SERÁ VISTA DA TERRA EM 2022

ATÉ PELO MENOS DAQUI 5 ANOS, SURGIRÁ UM PONTO BRILHANTE NO CÉU, UMA ESTRELA MUITO BRILHANTE, ESSA ESTRELA SERÁ O RESULTADO DA COLISÃO DE DUAS ESTRELAS GIGANTES QUE PODERÃO ILUMINAR OS CÉUS DA TERRA POR SEMANAS.
_________________________________________________________________

CURTA NOSSA PAGINA NO FACEBOOK


_________________________________________________________________

FONTES:







_________________________________________________________________

SE VOCÊ GOSTOU DO VÍDEO, DEIXA O SEU LIKE AÍ PRA AJUDAR O CANAL, ATÉ O PRÓXIMO VÍDEO

Como fotografar a Via Láctea / Estrelas - Dicas de Fotografia (Milky Way Photography - English Subs)

Olá, pessoal! Nesse vídeo eu mostro como eu faço para fotografar a Via Láctea / estrelas! É um tipo de fotografia que adoro fazer, dá pra criar bastante coisa legal! Confiram aí e se tiverem alguma dúvida, não esqueçam de deixar aí embaixo, viu? =]

Confira o artigo COMPLETO no site:

Tem muito conteúdo pra explorar sobre o assunto, explicar tudo em um vídeo é bem complicado! Decidi então dividir o conteúdo, em futuros vídeos vou falar sobre os seguintes temas:
- Como tratar fotos da Via Láctea;
- Fotografando a Via Láctea com um sensor cropado;
- Como fazer time-lapses da Via Láctea;
- Rastro das Estrelas - como fotografar;
- Como fotografar pessoas com a Via Láctea.

Então fiquem ligados que logo logo eles pintam por aqui!

Aquele abraço!! :)

=============================
Se inscreva e acompanhe os próximos vídeos!
=============================



=============================
Acompanhe nossas redes sociais!
=============================

Snapchat: sobrefoto






=============================

Música: Plastic or Paper de Wes Hutchinson

Forte abraço!
x

O Céu noturno e refração

O céu noturno

Refere-se ao céu visto à noite. É frequentemente associado à astronomia com referência às observações de corpos celestes, como estrelas, planetas e a Lua, que se tornam visíveis após o pôr-do-sol; tais objetos se tornam a única fonte de luz natural à noite quando não há tempestades elétricas ou grandes cometas.

O céu noturno e seu estudo têm um lugar histórico nas culturas antiga e moderna. No passado, agricultores usaram o céu noturno como calendário para saber quando plantar ou colher. Muitas culturas desenharam constelações em estrelas do céu, associando-os com suas lendas, mitologia e deidades.

A astrologia, desenvolvida desde os tempos antigos, é baseada na crença que relações entre corpos celestes influenciam ou podem fornecer informações sobre o que acontece na Terra. O estudo científico do céu noturno e dos corpos celestes é escopo da astronomia.
O céu noturno, repleto de estrelas e outros corpos celeste, sempre provocou interesse. Do astrônomo ao simples observador, é o momento de refletir que o Universo é maior do que a Terra, a Lua e o Sol; a observação do céu noturno sempre instigou, desde os tempos antigos, a curiosidade sobre a origem de tudo, desde os seres humanos ao próprio Universo. Para outros, apenas é um ótimo momento para descansar e dormir.

Existem milhares de estrelas visíveis no céu noturno, milhares de pontos brancos, que parecem estar equidistantes da superfície terrestres, presos a uma abóbada, mas que estão, na realidade, tão distantes que é impossível para o olho humano estimar sua real distância e diferenciar as estrelas mais próximas das mais distantes. Embora a uma primeira impressão todas as estrelas sejam brancas por causa de seu fraco brilho, um olhar mais cuidadoso revela que as mais brilhantes podem ser azuis, brancas, amarelas, alaranjadas ou vermelhas.

Os corpos celestes são vistos com o céu límpido; a presença de nuvens pode atrapalhar uma boa observação noturna. Porém, a partir do século XX um obstáculo mais sério à observação do céu profundo surgiu: a poluição luminosa. É para evitá-la que os maiores telescópios são instalados em regiões onde não haja população fixa e em locais onde a poluição atmosférica e a umidade sejam mínimas, como desertos e cume de altas montanhas. As mesmas condições também são requeridas para a astronomia amadora, onde uma boa adaptação dos olhos para o escuro é requerida; pode levar vários minutos para que o olho se acostume com a escuridão e seja capaz de observar as estrelas mais fracas (de magnitude aparente em torno de 6).

Constelações
Constelações são grupos (tecnicamente asterismos) de estrelas que formam padrões reconhecíveis aos observadores do céu noturno, como a reunião de estrelas brilhantes que formam uma figura conhecida. Em geral, as constelações são reconhecidas com o auxílio de uma carta celeste, e as estrelas que as compõem são em geral mais brilhantes do que as estrelas vizinhas. As figuras formadas pelas constelações dependem de cada cultura e de sua mitologia. Para a cultura ocidental e para a astronomia, são reconhecidas 88 constelações ao todo. Dentre essas constelações, as mais facilmente reconhecidas são a constelação de Orion,[2] de Escorpião e a Cruzeiro do Sul.

Existem dois pontos do céu noturno que aparentemente não se movem ao longo das horas, sendo apenas um visível em cada hemisfério. Representam os polos celestes e estrelas em sua proximidade são conhecidas como estrelas polares. A estrela polar do Hemisfério Norte é particularmente brilhante, chamada Polaris, enquanto que a estrela polar do Sul é uma fraca estrela da constelação de Oitante.

Planetas
Os planetas, originado do grego antigo para vagante, são corpos celestes parecidos em aparência às estrelas brilhantes, mas que vagueiam pelo céu noturno; a cada dia estão em posições diferentes em relação às estrelas próximas. Vênus é o mais brilhante dos planetas no céu noturno, sendo o terceiro objeto celeste mais brilhante no céu, perdendo apenas para a Lua e o Sol, ganhando a designação Estrela d'Alva ou Estrela Verspertina. Mercúrio, Marte, Júpiter e Saturno também são visíveis a olho nu (Urano também é visível sob condições espetaculares de observação como um ponto de brilho fraco).

Lua
A Lua é um disco cinzento no céu com crateras visíveis a olho nu, que mede entre 28 a 45 arcominutos, o tamanho aproximado de um polegar projetado ao céu com o braço esticado. Em aproximadamente 28 dias, a Lua completa seu ciclo de quatro fases, quando seu disco apresenta mudanças de aparência, dependendo da posição do satélite terrestre em relação à Terra e ao Sol.

Seu brilho é suficientemente forte para que seja vista durante o dia, especialmente se está próxima da lua cheia. A lua cheia também é um belo espetáculo, especialmente ao por-do-sol ou ao amanhecer, quando a Lua está no horizonte oposto ao do Sol, parecendo maior.

Os 5 Planetas Visíveis no Céu - Space Today TV Ep. 352

Observe a olho nu o show dos 5 planetas visíveis ao anoitecer !
A última vez que os 5 planetas visíveis a olho nu estavam visíveis ao anoitecer foi somente em maio de 2002, 14 anos atrás, em uma era pré internet e redes sociais !

O brilhante planeta Vênus e Mercúrio, o menor planeta do Sistema Solar, podem ser observados rapidamente após o por do Sol, por somente meia hora após o por do Sol no final do mês de julho.
Mercúrio é o planeta mais difícil de visualizar, mas a cada dia que passar Mercúrio e Vênus estarão mais altos no céu na Dança dos Planetas, favorecendo a observação.

Em compensação, Júpiter estará baixando a cada dia no céu na Dança dos Planetas. No início de setembro de 2016, o maior do planeta do Sistema Solar não poderá ser observado, entrando em Conjunção com o Sol e voltando a ser visível no céu da madrugada.
A Melhor data para a observação de Mercúrio será no dia 16 de Agosto, quando Mercúrio estará na maior elongação (maior distância angular do Sol).

A partir do dia 30 de julho de 2016, começa o show com as conjunção de Mercúrio com a estrela Regulus (Alpha Leonis).


No dia 5 de agosto, data dos Inicio dos Jogos Olímpicos, os 5 planetas e a Lua com luz cinérea darão o Show no céu do anoitecer.


Marte e Saturno no início da noite estão facilmente visíveis no céu, bem em cima de sua cabeça.

O planeta vermelho está na constelação de Libra e passa para a constelação de Escorpião na Dança dos Planetas no início de agosto de 2016.

O planeta Saturno está praticamente parado na constelação de Ofiúco, uma das 13 constelações zodiacais, por onde passam o Sol, a Lua e os planetas.

Saturno por estar bem distante do Sol, e a mais de 1,3 bilhões de km da Terra demora mais tempo para ser percebido o seu movimento no céu na Dança dos Planetas.


É errado falar que os planetas estarão alinhados ! Todos os planetas tem inclinação orbital no céu !

Os planetas nunca estarão alinhados no céu !

Outro erro que a Grande Imprensa noticiou é que os planetas somente estariam visíveis novamente em 2040 !

No final do mês de julho de 2018, os astros estarão visíveis novamente no anoitecer.

No feriadão de Dia das Crianças e Dia do Professor de 2018, de 12 a 15 de outubro de 2018, o espetáculo celeste estará novamente visível ao anoitecer.

Depois o espetáculo celeste volta a acontecer em agosto de 2021, com uma incrível conjunção de Marte e Mercúrio no dia 18 de agosto.
Na época do Natal de 2022, o espetáculo volta a se repetir, com a presença da Lua cinérea no céu.

No feriadão de 7 de setembro de 2040, os 5 planetas irão realizar uma Super Conjunção dos 5 planetas ao anoitecer.
Os astros estarão separados por 10º em distância angular !
Quem Viver, Verá este Super Show Celeste com a presença da Lua, com luz cinérea.

Cuidado com os erros da Grande Imprensa, com editores de conteúdo que não conhecem Astronomia e que adoram copiar e colar informações de sites estrangeiros !

O céu do Hemisfério Sul é diferente do céu do Hemisfério Norte !

Fonte:



=====================================================

Conheça a Agência Marcos Pontes e torne o seu sonho de conhecer o ESO em realidade:





=====================================================

Seja meu Patrão:



=====================================================

Apoio e apresentação:



A nova casa do SciCast

=====================================================

Science Vlogs Brasil:







=====================================================

Meus contatos:

BLOG:

FACEBOOK:

TWITTER:

YOUTUBE:

Obrigado pela audiência e boa diversão!!!

=====================================================

Como diferenciar um planeta de uma estrela no céu a olho nu?

Visita nosso site:
x

A Estrela Mais brilhante Da Constelação de Leão Impressiona Cientistas - Top Lulu

*****SE INSCREVA NO CANAL*****

*Siga Top Lulu nas Redes Sociais!

Facebook Top Lulu :
Google + Top Lulu:
Twitter :
Grupo Telegram: @TopLulu
Site:

Por Que a noite é escura se há tantas estrelas no céu?

Neste episódio de O Por Que das Coias Veja

Por Que A Noite É Escura Se Há tantas Estrelas No Céu ?





Quando olhamos o céu noturno, olhamos a luz que nos chega das estrelas, essa luz foi emitida no passado e leva um tempo para chegar ao planta Azul. O que demora depende da distância entre a estrela e a Terra. Por exemplo vamos imaginar o sol, a luz do Sol demora cerca de uns 8 minutos para chegar a Terra, já a luz da estrela mais próxima da Terra , a Proxima Centauri, ou Próxima do Centauro, Demora 4.2 anos.





Em Astronomia, como as distancias são muito grandes, em vez de medirmos as distâncias em quilômetros, as medimos em anos luz. Um ano luz é a distância que a luz percorre em um ano.







Assim, o nosso céu é iluminado apenas pela a luz que teve tempo o suficiente para chegar até nós, e a quantidade de luz que recebemos da estrelas é muito pequena, quando comparada a luz do Sol.









Além de tudo, as estrelas nascem, evoluem e apagam-se, por isso as estrelas do universo nunca brilham todas juntas ao mesmo momento. Umas ainda nem começaram a queimar hidrogênio e hélio e a emitir luz que bem conhecemos. E outras já até mesmo já esgotaram a sua reserva de combustível e estão por isso apagadas''.









Cada a vez que olhamos para o céu noturno ele tem mais espaços vazios entre as estrelas brilhantes . As únicas que enviaram luz na altura certa para chegue aos nossos olhos neste momento.









Fonte:visao.sapo.com.pt



Imaginin LD

Asteroide eclipsará estrela mais brilhante do céu noturno na América Latina

Inscreva-se no canal

Monitoramento do CÉU – ESTRELA mais BRILHANTE da madrugada - 07 04 2018– Sentido NORTE P.03

ASTRO INFORMA LIVRE - ( ASTRO IFL ) Astronomia - ( IMAGENS LUNAR, SOL, PLANETAS, ESTRELAS e OBJETOS estranhos )

( filmagens sempre feita pela GRANDE SÃO PAULO, alguns vídeos podem variar locais pois saímos atrás de áreas mais visíveis em um raio de até 10 KM. Registro DATA IFL : EDIT..... /2018 HORA EDIT...... H
“ Caro internauta passamos a dica de incentivar ASTRONOMIA no BRASIL, pois temos índices muito baixo em comparação com PAÍSES até subdesenvolvidos, basta começar a pesquisar, escolha é sua : mas “ AJUDE TAMBÉM A MANTER O QUE AINDA TEMOS DE MAIS LINDO EM NOSSO PLANETA! “ A NATUREZA “

FAÇA SEU COMENTÁRIO

Como Localizar a estrela SIRIUS Em Fevereiro De 2019

Sirius

Shares

x

Check Also

x

Menu