This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more

Os Mistérios da Reversão do Campo Magnético da Terra - Space Today TV Ep.1423

x

Os Mistérios da Reversão do Campo Magnético da Terra - Space Today TV Ep.1423

-----------------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-----------------------------------------------------------------------------

Geofísicos estudaram estalagmites de caverna chinesa e descobriram que há 98 mil anos atrás, o campo magnético da Terra sofreu uma reversão num intervalo de 150 anos. Isso é surpreendente já que normalmente essa reversão demora centenas de milhares de anos. Entenda esse e outros mistérios sobre a reversão do campo magnético nesse vídeo.

Fonte:



Live Com os AstroTubers:



Live Com a BRAMON:

Uma Nova Maneira de Medir o Campo Magnético da Terra - Space Today TV Ep.1501

--------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-------------------------------------------------------------------------------

Para fazer parte do seleto grupo dos apoiadores!!!



-----------------------------------------------------------------------------

O campo magnético da Terra tem uma importância muito grande para todos nós, ele, basicamente nos protege da radiação e protege nossa atmosfera.

Por isso, entender e medir o campo magnético da Terra é de suma importância para o seu entendimento.

Além disso, na geofísica usamos medidas do geomagnetismo para muitas aplicações.

Porém, essas medidas ou são feitas do espaço, ou são feitas da Terra, e isso causa alguns problemas na verdade causa um gap de medidas numa faixa entre 80 e 100 km de altura, um gap super importante pois nessa região acontecem fenômenos interessantes que precisam ser estudados.

Para tentar cobrir esse gap, um grupo de pesquisadores desenvolveu uma nova técnica de medir o campo magnético da Terra.

Para isso eles usam os feixes de lasers presentes nos grandes observatórios da Terra atualmente.

Esses feixes fazem parte do sistema de óptica adaptativa e é usado para gerar uma estrela “falsa” nessa região entre 80 e 100 km de altura, e assim, os segmentos do espelho do telescópio podem se adaptar às variações causadas pela atmosfera da Terra.

Os pesquisadores usaram então os lasers do ESO para excitar uma camada de átomos de sódio na mesosfera da Terra e monitorar a luz que eles emitem em resposta.

Os átomos de sódio quando excitados sofrem uma variação devido à presença de um campo magnético, essa variação pode ser entendida como uma flutuação periódica na luz que está sendo monitorada e isso pode então ser usado para determinar a intensidade do campo magnético.

Com isso, os pesquisadores então desenvolveram uma nova técnica de se medir de forma remota o campo magnético, numa faixa que até então era um gap de medidas.

Isso pode contribuir muito, não só para entender o campo magnético em si da Terra, mas também para utilizar essas medidas para o estudo de placas tectônicas, estudo de composição da crosta terrestre, descoberta de minérios, definição de bacias sedimentares e províncias mineralógicas entre muitas outras coisas.

Fonte:



Artigo:

x

A Onda Gravitacional Que Poderia Destruir a Terra - Space Today TV Ep.1424

-----------------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-----------------------------------------------------------------------------

Sextou, dia de viajar um pouco nos pensamentos!!!

Vou falar para vocês de mais um trabalho de física teórica, um trabalho surpreendente.

Nessa altura do campeonato, todo mundo já sabe o que é uma onda gravitacional, são ondulações na chamada fábrica do espaço-tempo, causadas quando dois objetos massivos se fundem, colidem ou algo do tipo.

As ondas gravitacionais normalmente são esféricas, ou seja, elas se propagam como ondulações na superfície de um lago quando jogamos uma pedra.

Porém, quando um objeto ou uma partícula se move na velocidade da luz, ela cria uma onda gravitacional com uma frente de onda plana que se move como uma onda de maré.

Dois físicos teóricos partiram desse ponto e se perguntaram, o que aconteceria se duas dessas frentes de onda se colidissem?

Isso dependeria do tamanho.

Vamos partir para as grandes, pois as pequenas atravessam umas as outras e nada acontece.

Mas no caso de de um par grande o suficiente, ele acabaria colapsando num buraco negro.

Essas partículas teriam muita energia e produziriam uma curvatura no espaço-tempo quando colidissem e quando as ondas colidissem, essa curvatura se dobraria sobre si mesma, ou seja, o espaço-tempo seria sugado para dentro de si mesmo em um buraco negro.

Esse buraco negro devoraria 85% da energia das ondas originais, cerca de 15% criaria uma onda gravitacional mais fraca e uma pequena porção, os décimos de porcentagem ficariam na órbita do buraco negro para sempre.

Esse é o mesmo processo que causou espanto quando ligaram o LHC, lembram?

As partículas aceleradas pelo LHC iriam colidir, criaria uma frente de onda gravitacional plana e então buracos negros, mas esses feixes de partículas não teriam energia suficiente.

Para gerar esses buraco negro destruidor, o acelerador de partículas deveria ser do tamanho do sistema solar.

só para se ter uma ideia, se uma onda dessas passasse pelo LIGO os detectores iriam sofrer uma variação de quilômetros e não uma variação que é de um milionésimo do diâmetro de um próton.

MAs não é motivo para pânico, isso tudo está no campo da física teórica, no universo não existe nada que poderia criar uma frente de onda gravitacional plana para gerar um buraco negro assim destruidor.

O legal é ver como os físicos teóricos conseguem deduzir tantas ideias apenas trabalhando com as equações, com as premissas, com as teorias, realmente é fantástico.

Mesmo que você não entenda nada, convido a dar uma olhada no artigo, só para ter uma noção como é o trabalho deles.

Live com a BRAMON:



fonte:



Artigo:

Campo Magnético - Núcleo da Terra - A pedra angular do Livro de Jó Cap 38

Livro de Jó Cap 38 :


Design Inteligente :
x

Especial Grand Finale Cassini II: O Campo Magnético - Space Today TV Ep.1572

--------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-------------------------------------------------------------------------------

Para fazer parte do seleto grupo dos apoiadores!!!



-----------------------------------------------------------------------------

Continuando a nossa série de vídeos especiais sobre os resultados científicos do Grand Finale da missão Cassini em Saturno, uma coisa que não poderia ficar de fora dos estudos era o campo magnético do planeta.

O campo magnético de um planeta, como eu falei ontem, pode dar informações preciosas sobre como é o interior do planeta.

É isso que acontece na Terra, onde conseguimos estudar o interior do nosso planeta através da análise do seu campo magnético e é o que está acontecendo em Júpiter com a sonda Juno.

Em Saturno, com a Cassini, isso não seria diferente.

Uma coisa importante com relação ao campo magnético, é que normalmente ele só existe quando há uma diferença entre o eixo de rotação do planeta e o eixo do campo magnético.

Essa diferença é que faz com que o campo exista, pois é essa variação que sustenta a movimentação de correntes de metal líquido nas camadas internas do planeta, é isso, por exemplo que acontece com a Terra.

Na Terra, a variação é de 11 graus, e em Saturno, essa variação é de cerca de 0.01 graus, ou seja, inexistente praticamente, e isso intriga os cientistas, pois essa variação não sustentaria um campo magnético.

Isso faz com que os cientistas tenham que pensar que cada planeta funciona de uma maneira distinta, e esse funcionamento distinto afeta o campo magnético.

Mas as coisas em Saturno conseguem ficar ainda mais estranhas.

Os cientistas descobriram com os dados da Cassini outras estruturas do campo magnético do planeta.

Mais perto do planeta eles conseguiram observar pistas de uma fonte secundária de magnetismo para o planeta.

Eles também observaram o que parece ser uma corrente elétrica fluindo entre o anel mais interno de Saturno, o chamado Anel D e o planeta.

Os pesquisadores já concluíram que os anéis de Saturno e os padrões de ventos na atmosfera do planeta possuem uma influência muito grande no magnetismo de Saturno.

Os resultados continuarão sendo analisados e modelos continuarão sendo construídos para tentar explicar o complexo ambiente magnético de Saturno.

Ao entender o magnetismo de Saturno os pesquisadores poderão então ter uma imagem melhor de como é o interior do planeta dos anéis.

#MeetESO

Fonte:



Artigo:

🔴O campo magnético da Terra deslocou-se inesperadamente!

O campo magnético da Terra deslocou-se inesperadamente!

FONTE DA INFORMAÇÃO:


🔴Promoções e produtos:

Camera Ip Wireless Visão Noturna Monitoramento | Camera Ip Wireless


Aprenda a falar inglês para viagem em 7 dias (ou menos) com o curso completo que vai
te ensinar tudo que você precisa saber, desde a decolagem no aeroporto, até seu retorno para casa,
para que você não passe dificuldade ou vergonha e possa ter a melhor experiência possível.


Quer aprender Photoshop do básico ao avançado? acesse o link abaixo!


Relógio Smarter Original

Que tal fazer aquela surpresa para o seu namorado,namorada,marido,esposa filho ou filha
com este lindo relógio Smarter?
E o melhor ainda Frete Grátis Para Todo o Brasil!
Leia todas as suas mensagens de Whatsapp, E-mails e Facebook.
Faça e receba chamadas telefônicas.
Registre o trajeto percorrido e saiba quantos passos você deu em uma caminhada ou corrida.


Caneta tira riscos de crroas e motos experimente e veja o antes e o depois!



🔴Ajude a manter o canal no Apoia-se


🔴Email: gilalvesgma@gmail.com
x

As Mini-Luas Da Terra E O Mistério dos Asteroides - Space Today TV Ep.1415

Há 12 anos, o Catalina Sky Survey fez uma descoberta sensacional, descobriu o primeiro objeto geocêntrico natural, além da Lua, um pequeno asteroide, chamado de 2006RH120.

Esse asteroide tem poucos metros de diâmetro, essa descoberta disparou uma busca pelos chamados orbitadores temporariamente capturados, ou TCO em inglês.

Resumindo, mini-Luas.

Isso mesmo, pode ser que a Terra, tenha em determinados momentos, mais de um satélite natural, outras luas, além da nossa Lua.

Essas chamadas mini-Luas seriam asteroides que são capturados pela força gravitacional da Terra, passam um tempo na órbita do nosso planeta e depois se desgarram e continuam sua viagem.

O problema é detectar esses pequenos objetos, é muito difícil, primeiro, porque eles são muito pequenos, e em segundo lugar eles são muito rápidos, a junção desses dois parâmetros torna a sua detecção praticamente impossível.

Os astrônomos que publicaram recentemente esse estudo, esperam ansiosamente a inauguração de um dos grandes telescópios da próxima geração.

O LSST, terá a capacidade e a tecnologia de detectar esses objetos e isso anima muito os pesquisadores.

De acordo com os astrônomos, as mini-Luas seriam de suma importância para se entender definitivamente sobre os asteroides.

Orbitando a Terra mais perto, elas poderiam ser facilmente visitadas por sondas, ter amostras coletadas e trazidas de volta para a Terra, e com isso os astrônomos poderiam de uma vez por toda desvendar os mistérios sobre os asteroides.

Vou deixar na descrição um artigo, que na verdade é o estado da arte sobre as mini-Luas, se alguma se interessar pelo tema, vale a leitura.

Fontes:



Artigo:

Problema Resolvido na ISS e a Vida Volta Ao Normal #ISS - Space Today TV Ep.1437

-----------------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-----------------------------------------------------------------------------

Tudo bem na Estação Espacial Internacional, a ISS, depois de um pequeno susto com o vazamento detectado no último dia 29 de Agosto, a ISS está bem, com a pressão estável e sem vazamento. No dia 30 de Agosto de 2018, os cosmonautas passaram boa parte do período tentando arrumar o problema e conseguiram tampar o pequeno furo de 2mm de diâmetro por onde foi detectado o vazamento. As atividades no laboratório espacial já voltaram ao normal, de acordo com a NASA, o final de semana será tranquilo, se preparando para a próxima semana que será cheia de trabalho entre eles os preparativos para a chegada da nave de carga japonesa HTV.

Fonte:

O campo magnético da Terra está mudando e as consequências vão afetar as nossas vidas

O campo magnético da Terra está mudando e as consequências vão afetar a nossa vida
Um dia, em 1905, o geofísico francês Bernard Brunhes trouxe de volta para seu laboratório algumas rochas que tinha desenterrado de uma estrada recém-aberta perto da aldeia de Pont Farin.
Quando ele analisou suas propriedades magnéticas, ele estava espantado com o que elas mostraram: Há Milhões de anos atrás, os pólos magnéticos da Terra estavam em lados opostos do planeta. O Norte era o Sul e o Sul era o Norte.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
SE VOCÊ FOR FÃ DE MISTÉRIOS SEU LUGAR É AQUI.
+ INSCREVA-SE NO CANAL

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
● TWITTER:
● FACEBOOK:
● GOOGLE+:
+LEIA MAIS AQUI:

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
O campo magnético da Terra está mudando e as consequências vão afetar as nossas vidas
O campo magnético da Terra está mudando e as consequências vão afetar as nossas vidas
O campo magnético da Terra está mudando e as consequências vão afetar as nossas vidas

Satélites cairão do céu se houver uma inversão dos polos, dizem cientistas! CONFIRA!

x

Mudança dos Polos Magnéticos da Terra vai afetar toda a Humanidade

Quando ocorrerá uma nova reversão dos polos magnéticos da Terra e como seremos afetados. Quando será? E como isso vai afetar o Planeta e nossas vidas?

Link do texto:




VOCÊ COMPRA SUPLEMENTOS E VITAMINAS? 30 R$ PARA VOCÊ!

Indicando o site da BIOVEA, através do meu Link de Afiliado você ganha 30 R$ de desconto nas compras acima de 150 R$ no Site.

COMPRE VITAMINAS OU SUPLEMENTOS NA BIOVEA
com 30 R$ de desconto nesse Link!
A BIOVEA envia compras para o Brasil com FRETE GRÁTIS, se comprar 199 R$, no site.

COMPRE VITAMINAS E SUPLEMENTOS NA PIPINGROCK

Compro Vitaminas nesses sites, porque é muito mais barato que no Brasil e a QUALIDADE e o PREÇO nem se compara com as vitaminas e suplementos vendidos por aqui.




MAPA NUMEROLÓGICO - FAÇA AQUI




MAPA ASTRAL - FAÇA AQUI



------------------------------ASTRÓLOGA CARLA RIGHI-------------------------------







- CURTA O VÍDEO
- COMENTE
- COMPARTILHE
- SE INSCREVA NO CANAL
- DÊ VIDA A ESSE CANAL
Leia o Blog!
Milhões de conteúdos legais de todos os assuntos.

Campo magnético da Terra provavelmente não está se invertendo

Sabemos que o campo magnético está paulatinamente se tornando mais fraco ao longo das últimas décadas, a um ritmo de 5% por século. É para preocupar? Um novo estudo liderado por Maxwell Brown, da Universidade da Islândia, e publicado na revista da Academia Nacional de Ciências dos EUA joga água nessa fervura e diz que provavelmente nada radical vai acontecer -- pelo menos não tão já.
x

A Parede de Hidrogênio do Sistema Solar - Space Today TV Ep.1416

Sonda New Horizons pode ter detectado a parede de hidrogênio que teoricamente existe no final do Sistema Solar. As medidas da New Horizons se ajustaram muito bem às medidas feitas previamente pelas sondas Voyager 1 e Voyager 2.

Fonte:

Eta Carinae E O Mistério Das Estrelas Que Não Querem Morrer - Space Today TV Ep.1394

-----------------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-----------------------------------------------------------------------------

As estrelas muito passivas terminam suas vidas em expulsões de supernovas, e posteriormente o que resta dessa explosão pode se transformar numa estrela de nêutrons ou em um buraco negro dependendo da massa.

Porém, existem estrelas massivas que se negam a morrer, os astrônomos registram explosões nelas, mas aparentemente essas explosões não são suficientemente energéticas para destruir a estrela e elas continuam ali.

Entre essas estrelas, existe uma muito famosa, a Eta Carinae.

A cerca de 170 anos atrás os astrônomos testemunharam uma grande explosão nela, uma explosão que liberou energia quase que equivalente a de uma supernova, mas a estrela depois disso continuava lá.

Como eu falo sempre foi preciso o tempo passar, a tecnologia evoluir para que agora os astrônomos pudessem cogitar uma resposta para o fato da Eta Carinae não ter morrido.

Com os equipamentos modernos, os astrônomos conseguiram estudar os ecos de luz, remanescentes das explosões que a Eta Carinae sofreu e conseguiram calcular a velocidade da onda de choque desses ecos de luz.

Eles detectaram velocidades extremamente altas e com essas observações puderam então traçar a história do que pode estar acontecendo com a Eta Carinae e com outras estrelas que insistem em não morrer.

A primeira tentativa de explicar o que aconteceu com Eta Carinae foi através da fusão de duas estrelas.

Mas esse modelo falhou e não se ajustou a todos os dados.

Então montaram um modelo mais complexo com a interação de 3 estrelas, ou seja, o sistema de Eta Carinae hoje que tem duas estrelas pode ter começado com 3.

No cenário proposto, você tem duas estrelas orbitando uma muito próxima da outra e uma terceira estrela mais distante.

Quando a estrela mais massiva das duas mais próximas chega no fim da sua vida ela começa a expandir e o seu material começa a “cair”na estrela menor.

AS camadas externas dela se foram e só restou exposto o seu núcleo quente de hélio.

Com isso todo o equilíbrio do sistema é afetado, o núcleo de hélio exposto migra para a parte mais externa do sistema e troca de posição com a estrela mais externa.

A estrela mais externa que estava lá quietinha, mergulha para dentro do sistema, interage com a estrela massiva que roubou material da sua companheira no início do processo e cria um disco de material ao redor da estrela gigante.

A estrela que era a mais externa do sistema triplo então se funde com a estrela mais massiva e nesse processo ocorre um evento explosivo que forma lobos bipolares de material ejetado da estrela.

O núcleo exposto de hélio que ainda é uma estrela, entra numa órbita alongada ao redor da nova estrela do sistema, e no caso de Eta Carinae, a cada 5 anos e meio ela passa no envelope de gás ao redor da estrela maior e isso gera ondas de choque que são registradas aqui na Terra em raios-X.

É um cenário bem complexo, mas é esse o cenário que explica todos os dados registrados do sistema de Eta Carinae e isso que mantém a estrela viva.

Esse estudo é fundamental para o entendimento da evolução e da morte das estrelas missivas.

Fonte:



Artigos:



Explosões solares e a inversão dos polos magneticos

Neste video Liliana fala das explosões solares !!No programa a Nave Gallactica
x

Cygnus Desacoplada da ISS - Space Today TV Ep.285

Quase 3 meses depois de ter chegado na ISS com toneladas de suprimentos e experimentos, a nave de carga Cygnus, da empresa Orbital/ATK foi desacoplada no dia 14 de Junho de 2016. A nave irá ficar na órbita da Terra até o dia 22 de Junho. Nesse período será realizada no seu interior o experimento SAFFIRE, para se entender como o fogo se comporta no ambiente de microgravidade, e alguns nanosatélites serão lançadas pela Cygnus. Depois disso, ela irá queimar na atmosfera da Terra, sobre o Oceano Pacífico.

=====================================================

Seja meu Patrão:



=====================================================

Apoio e apresentação:



A nova casa do SciCast

=====================================================

Science Vlogs Brasil:







=====================================================

Meus contatos:

BLOG:

FACEBOOK:

TWITTER:

YOUTUBE:

Obrigado pela audiência e boa diversão!!!

=====================================================

ETA CARINAE NUA E CRUA | SPACE TODAY TV EP.1686

--------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-------------------------------------------------------------------------------

Para fazer parte do seleto grupo dos apoiadores!!!




Para comprar o ingresso na Campus Party Com Desconto:

use:

#SPACETODAYNACPBR12



Hoje vamos falar dela, uma das estrelas mais querida do céu, uma das mais queridas pelos brasileiros, principalmente por um brasileiro em especial, o grande astrônomo Augusto Damineli Neto.

O Damineli, para quem não sabe é o maior estudioso dessa estrela, e ele continua estudando-a e revelando seus segredos mais bem escondidos.

Para quem não sabe, a Eta Carinae é uma das estrelas mais luminosas da parte sul da Via Láctea.

Ela é classificada como uma Variável Azul Luminosa.

Na verdade temos ali duas estrelas, uma com 90 vezes a massa do Sol e outra com 30 vezes a massa do Sol e estão localizadas a aproximadamente 7500 anos-luz de distância da Terra.

Em 1847, a Eta Carinae passou por um evento de erupção onde ejetou uma nebulosa, que recebeu o nome de Homunculo, ou pequeno homem, devido à sua forma peculiar.

O Damineli, reuniu dados de Eta Carinae de vários observatórios e vem estudando a estrela a muito tempo, notando que ela vem aumentando de brilho muito rapidamente.

Isso indicaria que em breve a estrela iria explodir como uma supernova, na verdade é algo que todos esperavam.

O problema da Eta Carinae é que como tem uma grande nebulosa na sua frente, muitas vezes a anaáálise fica prejudicada.

Damineli usou então dados do Hubble, para separar a estrela da nebulosa, e notou que a nebulosa não estava aumentando de brilho.

De fato, nem a estrela estava.

O que está acontecendo na verdade, é que a nebulosa está se dissipando, e com isso estamos vendo cada vez mais a estrela, o que nos dá a impressão de aumento de brilho.

Damineli conseguiu então calcular que em 2032 com uma incerteza de 4 anos para mais ou para menos, a nebulosa estará totalmente dissipada.

Ou seja, daqui a aproximadamente 10 anos, não teremos mais a nebulosa do homundculo para observar, mas teremos todo o brilho da Eta Carinae para ver. A estrela estará totalmente nua, sem a sua proteção nebular na frente.

A estrela vai parar de aumentar de brilho, pois, na verdade ela não está aumentando e os astrônomos poderão estudar todos os detalhes, todos os mecanismos dessa que é uma das estrelas mais enigmáticas da nossa galáxia.

#EtaCarinae

fonte:



Artigo:

Nebulosa Planetária do Avesso Pode Revelar o Futuro do Sol - Space Today TV Ep.1420

-----------------------------------------------------------------------------

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!



Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

-----------------------------------------------------------------------------

Astrônomos estudaram a nebulosa planetária HuBi 1, localizada a 17 mil anos -luz de distância da Terra e descobriram que a parte mais ionizada está nas extremidades, quando isso deveria acontecer nas partes mais internas próximas da anã branca, isso está fazendo com que a nebulosa planetária possa ser estudada de dentro para fora, como se ela estivesse do avesso, e esses estudos têm importantes implicações para entendermos o futuro do Sol, já que, a nossa estrela irá terminar a vida como uma anã branca, passando por essa etapa de nebulosa planetária.

Fonte:

A Caçada Por Planetas Com Anéis: O Universo - Documentário SKC

A Caçada Por Planetas Com Anéis: O Universo - Documentário SKC
Obrigado por assistir !

Subscribe & More Videos:
Thank for watching, Please Like Share And SUBSCRIBE!!!
#documentarioskc, #documentariohistorychannel

Breaking News: Vazamento de Ar na ISS - Tripulação Está Bem - Space Today TV Ep.1433

Nessa quarta-feira, dia 29 de Agosto de 2018, por volta das 20:00, horas de Brasília, os controladores da Estação Espacial Internacional, tanto em Moscou como em Houston detectaram um vazamento no laboratório espacial.

A tripulação da Expedição 56 da ISS está bem, segura e saudável, de acordo com as agências espaciais eles possuem semanas de ar nos reservatórios da ISS.

O vazamento foi detectado enquanto a tripulação estava no seu momento de sono, os controladores não acordaram os astronautas, e no momento em que eles acordaram foram comunicados do vazamento.

O vazamento foi identificado como sendo um buraco de 2 milímetros no módulo orbital, ou seja, na seção superior da nave Soyuz MS-09 que está acoplada ao módulo russo Rassvet da ISS.

O que causou o buraco não foi detectado, contudo uma aplicação temporária de Kapton, que é uma fita específica para isso diminuiu o vazamento.

Como o vazamento se deu no lado russo da estação, Moscou está tomando conta do problema e buscando uma solução definitiva.

A nave Soyuz MS-09 onde o vazamento foi identificado levou os astronautas para a ISS em Junho de 2018 e estava programada para voltar para a Terra em Dezembro de 2018. O módulo orbital onde o vazamento foi identificado não retorna para a Terra e é ejetado antes da reentrada.

Todos os sistemas da ISS foram testados e retestados e tudo está funcionando nominalmente.

A última notícia sobre o incidente na ISS é das 14:51, hora de Brasília, os controladores russos falaram para a tripulação interromper os reparos no dia de hoje.

Com a aplicação de epoxy e das fitas o buraco parece estável. A pressão do ar dentro da estação depois da aplicação dos selantes é estável.

Os cosmonautas aplicaram um selante e gaze no buraco mas viram uma bolha se formando no remendo que eles fizeram. Mas os controladores de Moscou falaram que isso é normal depois da aplicação de tal procedimento.

Os controladores informaram aos tripulantes, que irão esperar tudo se solidificar, que está tudo sob controle, que nada mais será feito hoje, e amanhã será avaliada toda a situação.

Estaremos acompanhando os desdobramentos de tudo isso na ISS, fiquem ligados.

Fontes:





Shares

x

Check Also

x

Menu